top of page
logoPPVBprpetohor.png

Saiba usar o raspador de língua para a sua saúde física e energética

Na hora de realizar a higiene bucal, todo mundo lembra da escova e pasta de dente, mas existe um item importante que costuma passar batido: o raspador de língua. O acessório tem o poder de higienizar a língua, ajudando a evitar alguns problemas como mau hálito, cáries e colabora com a manutenção da boca saudável.


“Assim como os dentes e a gengiva, a língua também causa mau hálito e problemas gengivais e até mesmo, altera o sabor dos alimentos, entre outros efeitos prejudiciais, por isso que é tão importante manter a região limpa”, explica o cirurgião-dentista Fábio Azevedo, Especialista em Implantodontia e consultor de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) da S.I.N. Implant System.



Azevedo enfatiza que, quando a língua não é higienizada adequadamente, existe a formação de saburra lingual, camada esbranquiçada sobre a superfície da língua que adere a região, formada por restos de alimentos, muco da saliva, células mortas e microrganismos que se acumulam no local. “Essa massa branca pode alterar a flora bucal, deixando toda a boca mais suscetível a desenvolver tártaro e cáries”, completa o especialista.


O hábito é muito comum na medicina indiana Ayurveda e tem como objetivo eliminar bactérias, fungos, toxinas, resíduos de alimentos e até emoções ruins.


A Ayurveda enfatiza a importância da higiene pessoal para manter e promover a saúde. Dessa forma, a prática de raspar a língua ao acordar é um dos procedimentos de higiene pessoal que deveria ser realizado diariamente.

Existe toda uma variedade de limpadores de língua feitos especialmente para higienizar a região, já que escovas comuns são menos eficazes para combater a saburra lingual. Eles podem ser encontrados nas boas farmácias, em materiais e formatos variados.


Em geral, esse instrumento consiste em uma haste com extremidade arredondada ou em formato de gota. Quanto aos materiais, normalmente, eles são de plástico, ou ligas metálicas e podem ter cerdas ou não.



Mas qual tipo escolher?


Eles podem ser feitos de metal, os mais comuns sendo cobre e alumínio, ou de plástico. Também há a opção de escolher modelos com ou sem cerdas, como as das escovas de dente. “Eles são confortáveis, não machucam, nem agridem a língua, não causam ânsia de vômito e ainda recolhe toda a saburra lingual para que o paciente não engula as bactérias”


Para quem quer combater a presença de microorganismos, os modelos com cerdas podem não ser os ideais, já que os filamentos podem dificultar a limpeza após o uso e ser mais um lugar para as bactérias se alojarem e reproduzirem. Não há estudos científicos que comprovem a maior eficácia de algum material na remoção de bactérias da língua.


Mas alguns apontam vantagens em cada modelo. Um estudo realizado por pesquisadores da Faculdade de Odontologia da Unesp mostrou que os limpadores de plástico possuem eficácia superior quando comparados às escovas com limpadores do dorso da cabeça. Outro estudo apresentado em congresso por pesquisadores da USP também apontou que raspadores de aço possuem presença de bactérias se higienizadas corretamente após o uso, enquanto nos limpadores de plástico foram encontradas bactérias comuns da flora bucal mesmo após a limpeza.

  • Limpador de língua: assim como as escovas, possui cerdas. O recomendado é que se use um creme dental ou spray de limpeza no momento da higiene. Como as cerdas se desgastam mais rápido, a troca do acessório de limpeza tem de ser feita frequentemente.

  • Raspador de língua: não possui cerdas e não necessita de creme dental ou spray. Além disso, é mais confortável para quem sente ânsia de vômito com toque no fundo da língua.

Como usar?

O raspador de língua atua na remoção dessa camada, tornando nossa boca saudável, mas não só. De acordo com a medicina milenar Ayurveda, a boca é o início do sistema digestivo e se ela não estiver saudável, nosso organismo também pode não estar. A língua é tão importante que os médicos dessa linha da medicina utilizam informações como sua cor e aparência para obter informações sobre a saúde de várias partes do nosso corpo.

Para eles, cada parte está associada à uma área específica:

Ponta da língua: coração.

Raiz: sistema reprodutor, rins e bexiga.

Parte central: sistema gastrointestinal.

Bordas: fígado.


Como usar?

  • Estique a língua o quanto for confortável para você.

  • Coloque a superfície o mais para trás possível sem engasgar.

  • Aplique força suficiente para que o raspador fique plano contra a língua (mas não tanto a ponto de machucar).

  • Mova o limpador lentamente para a ponta da língua.

  • Cuspa qualquer saliva e detritos que tenham se acumulado na língua e enxágue aqueles que estiverem no limpador.

  • Repita a operação várias vezes, certificando-se de ter raspado toda a superfície.

  • Lave o limpador de língua na torneira e deixe secar.


De acordo com a medicina indiana, o certo é raspar a língua diariamente ao acordar, depois de escovar os dentes e antes de ingerir qualquer alimento. Isso porque, enquanto dormimos, o organismo trabalha para se livrar das toxinas que sobram do processo digestivo e, parte delas, também são “encaminhadas” para a língua.

Raspar a língua: benefícios incluem prevenção de doenças bacterianas e mau hálito É natural apresentar uma camada esbranquiçada no dorso da língua, que tende a se formar com o acúmulo de substâncias, resíduos de alimentos e bactérias na boca. Esta massa se chama saburra lingual e, quando não é devidamente removida, pode comprometer a capacidade de saborear, prejudicar o processo digestivo, causar mau hálito e doenças bacterianas.


Raspar a língua antes de escovar os dentes é uma medida preventiva que evita a reabsorção dessas toxinas e ajuda a preservar o bem-estar e a imunidade do indivíduo.

PER VIVERE BENE

Comentarios


Revista Per Vivere Bene

bottom of page