logoPPVBprpetohor.png

Consumir carne vermelha faz mal à saúde? Eis a questão!

Que a carne é um alimento rico em proteínas todo mundo já sabe. Mas além de saborosa, a carne vermelha quando consumida em equilíbrio é rica em diversos outros nutrientes também muito importantes para a saúde. " A carne vermelha contém Ferro. A anemia por deficiência de ferro é uma epidemia crescente em todo o mundo e a carne bovina tem alta concentração do ferro tipo heme, mais biodisponível (com melhor absorção) e encontrado somente em alimentos de origem animal", diz Flávio Chadud, chef e restaurateur do Seleto 106, situado na Barra, RJ.


Taissa Müller, nutricionista do Lach, Laboratório e Clínica, confirma. " Esse ferro heme, que é amplamente aproveitado de forma mais eficiente pelo organismo, além de favorecer a absorção do ferro vegetal quando consumido com alimentos ricos em vitamina C. Por essa razão, o alimento de origem animal ajuda no combate à anemia. A carne vermelha também tem boas concentrações de zinco, importante para o desenvolvimento e bom funcionamento do sistema imune. As proteínas sejam elas animais ou vegetais (leguminosas) são importantes para praticantes de atividade física"

Uma porção de carne vermelha pode fornecer mais da metade da quantidade diária recomendada de selênio, zinco e magnésio, substâncias importantes para a saúde e para o sistema imune, confirma Flávio, que também cita a L-Carnitina, substância com efeitos benéficos sobre hipertensão, inflamação e até mesmo em pacientes com insuficiência cardíaca e o àcido fólico. "A carne vermelha é a melhor fonte desse nutriente responsável por numerosos benefícios ao corpo, que vão desde a saúde capilar até as funções do cérebro, ajudando a combater a depressão, por exemplo. De maneira geral, o ácido fólico é uma vitamina extremamente importante para o nosso bem-estar físico e mental, pois favorece a boa circulação do sangue no corpo. Também fortalece nosso sistema imunológico, combatendo os radicais livres, que causam doenças e enfermidades. Durante o período de gestação, o ácido fólico é ainda mais importante. O seu consumo ajuda na boa formação do feto e garante a saúde futura do bebê". Na área de vitaminas, foram destacadas as do complexo B (B2, B3, B5, B6 B9 e B12). A carne vermelha também contém quantidades menores de vitaminas E e K. A vitamina B12 (cobalamina) é um nutriente notavelmente essencial e só está disponível em alimentos de origem animal. Essa vitamina tem uma série de benefícios que incluem melhoras na pele, humor positivo, melhor sono e regeneração neural. A insuficiência de vitamina B12 aumenta o risco de depressão e problemas de saúde mental e os vegetarianos ou veganos devem suplementar esse nutriente. Uma porção de 170 gramas de carne bovina fornece quase 100% da quantidade recomendada de vitamina B12.


Para os que ainda acham que o consumo da carne vermelha pode fazer mal, o chef também destaca a Glutationa, antioxidante encontrado na carne que é associado ao antienvelhecimento, redução de ocorrências de doenças crônicas e ainda fortalece o sistema imunológico e a Creatina, que melhora o desempenho do exercício. Fornece energia, melhora a resistência, além de favorecer o crescimento e desenvolvimento muscular.


Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), são consideradas carnes vermelhas aquelas ricas em mioglobina e provenientes dos tecidos musculares de mamíferos (incluindo bois, carneiros e porcos), bem como os embutidos preparados com essas carnes. Quando consumidas com moderação, as carnes vermelhas são excelentes fontes de proteínas, além de conter todos os aminoácidos essenciais – aqueles que não são produzidos endogenamente, mas são necessários para a síntese de proteínas importantes para o crescimento e funcionamento do organismo. Agora que você já sobre os benefícios que tal aprender a preparar a carne no ponto certo para não haver perda dos nutrientes? FICA A DICA DO CHEF:


O ponto desejado da carne é relativo. Se for grelhar em uma frigideira, por exemplo, quanto mais macia a carne estiver na hora que for grelhada, mais pro mal passado ela vai estar. Ela vai endurecendo, ficando mais rígida, mais firme, e aí vai ficar mais bem passada.

Revista Per Vivere Bene