logoPPVBprpetohor.png

Como praticar a autocura

Por Helen Pomposelli


Estamos vivendo numa quarentena, "pegando uma onda diferente". Passando momentos dentro do nosso casulo. Resgatando crenças ramificadas para ir fundo e cortar a raiz. Transformando em adubo para plantar um presente consciente. Um momento importante para aproveitar que as dores estão muito expostas, e atravessar esse riacho e poder aproveitar a cachoeira de abundância de experiências.

Aproveitar esse portal não é meta fácil. É preciso "orar e vigiar" para vir a tona o nosso poder pessoal, que transcende o físico. Nós somos muito mais que isso, não temos que ficar mais no julgamento, o medo se dissolve quando percebemos que não somos apenas corpo. A idéia é aproveitar esse momento para transformar essas emoções que evitamos, e entrar em contato com a nossa essência. Temos medo de fechar os olhos, temos medo de dormir e nos entregar. Convido a vocês a tirar do porão emoções, mágoas, ressentimentos e parar de fingir que está tudo bem e transmutar esses sentimentos. Temos que entrar em contato com nosso animal de poder, com as camadas do nosso ser e integrar tudo e assim transformar as emoções em adubo de árvore. Daquelas mais lindas e frondosas!

O corona vírus está revelando o local onde estamos. Coisas que no dia-a-dia, fingíamos que não estávamos nem aí, evitando de formas diversas com muitas atividades. Um convite ao recolhimento e a partir daí entender "da pele para dentro" ( adoro isso ). Perceber e contemplar que nosso universo interior é tão vasto quanto o exterior

 

Procurar se alinhar mentalmente, observar de crenças que precisa desapegar, escutar seu coração não julgando ou repreendendo, promovendo uma liberação de fluxo energético e perceber que temos energia em todas as partes do corpo e da alma. Vibrar, soltar os sapos que engoliu com delicadeza e sabedoria, tudo que está guardado, ponte daquilo que pensamos que sentimos ( pensamento sentimento e ação).


Entender que o movimento da vida é circular e que nossa conexão com a natureza é única. E assim, você consegue escutar os anseios da alma, escutar a sua intuição e seu poder pessoal. Passando a acreditar de forma resiliente, e respondendo perguntas que ficamos buscando do lado de fora, mas que já está aqui dentro. A voz da nossa intuição aparece em nossa quietude profunda, escuta e realiza, e ai entra num ciclo, um campo de amor, amor incondicional que tudo flui. Ai você pára de fazer tanto esforço para tudo que você quer na vida . Ai o sofrimento por tudo acaba. A autocura é a sua mais alta tenologia que não precisa de internet e estará sempre ai para você acessar. Comece já!


E lembre-se sempre, você não busca o amor, você remove o medo, a raiva, o ódio, dando espaço para que ele entre com leveza com a sensação que a vida flui e é abundante e criativa. Sim, somos incríveis! Aho!


( texto inspirado na troca durante a live realizada no instagram @perviverebene entre Helen Pomposelli e Juliana Terra )

Revista Per Vivere Bene

Copyright © Per Vivere Bene, 2019