logoPPVBprpetohor.png

Sete dicas para virar o ano de forma positiva com a Cabala da Casa



Após anos de pesquisa e estudo sobre a Cabala, a terapeuta energética de ambientes Sandra Strauss desenvolveu uma aplicação inovadora desse ensinamento: a Cabala da Casa, técnica que reprograma energeticamente os espaços.


Sandra escreveu o livro, de mesmo nome, que está em sua 3° edição e teve mais de 20 mil cópias vendidas e apresenta os passos para a aplicação desse método na harmonização de residências ou escritórios. Fruto de 20 anos de estudos, o livro mostra com simplicidade como aplicar a Árvore da Vida e as Letras Hebraicas que vem em forma de adesivos para que o leitor possa testara metodologia em sua própria casa, e assim potencializar suas virtudes e

valores, reprogramando energicamente a morada interior.


Depois do sucesso do livro e dois mil ambientes harmonizados pessoalmente por ela, Sandra percebeu, durante a pandemia, a necessidade de dividir e propagar ainda mais seu conhecimento. Esse foi o gatilho para a criação e implantação da Escola Engenharia da Alma, uma plataforma focada no desenvolvimento pessoal, onde ministra “per-cursos” de Cabala clássica, técnicas práticas de meditação, educação espiritual, inteligência emocional e forma novos terapeutas da Cabala da Casa. Em sua primeira turma, o curso da Cabala da Casa formou 40 terapeutas e agora se prepara para abrir a sua segunda turma em janeiro de 2022. ( inscrições aqui )

"A cabala é uma filosofia prática que nos ajuda a viver melhor no dia a dia. A cabala da casa vai programar o fluxo do nosso ambiente para nós vivermos de forma harmônica e assim receber aquilo que precisamos e desejamos", diz Sandra. Assim como temos fontes energéticas no nosso corpo e na nossa alma, a casa também tem. Cada ponto cardial da casa corresponde a um atributo, uma virtude e uma expressão da nossa alma. Leste, por exemplo, é nossa convicção, certeza e esperança. Quando as coisas não estão andando, estão empacadas, obstruídas, a gente se vira para o canto leste, para

receber esse fluxo que nutre e se conectar com essa energia de fluidez.

Sete dicas para virar o ano de forma positiva com a cabala da casa:

Por Sandra Strauss 1. Tire os excessos. O excesso, assim como a falta, significa desequilíbrio. Retire tudo que você não usa mais e doe. Ao compartilhar, você prepara seu recipiente para o novo. 2. No quarto. Abrir a janela e fazer novos pedidos, deixando o fluxo renovar. Se tiver algo embaixo da cama, retire. O máximo que podemos deixar embaixo de nossas camas é roupa de cama. Tirar sapatos, entulhos e deixar a cama fluida para ter uma noite de sono energizante e revigorante. 3. Na sala. A sala deve ser um lugar aconchegante, é o primeiro cômodo que nos conectamos ao entrar no nosso templo, na nossa casa. Não devemos ter coisas pelo caminho, deve ser um lugar que você sinta uma amplitude e não uma energia de obstrução, por isso tirar tudo do caminho e colocar flores no cômodo. 4. Na cozinha. A cozinha deve estar sempre limpa. Utensílios que não utilizamos, ou que não nos fazem bem, devem ser renovados. Tudo que não nos faz bem cria uma memória, e toda vez que pegamos nesse objeto nos remetemos a esse sentimento. 5. Janelas. Janelas emperradas, rachadas, embaçadas ou sujas precisam ser limpas como se fossem novos olhos. As janelas são os olhos da casa, para a visão estar límpida e termos projeção de futuro, precisamos cuidar das janelas. 6. Portas. Portas emperradas e maçanetas quebradas significam fluxo emperrado. Portas de armário, banheiro, cômodos e de entrada precisam estar em movimento de fluidez. 7. Ao entrar e sair de casa, se conectar ao salmo 121, versículo.


8: “E D'us guardará minha entrada e minha saída, desde agora e para sempre”. Os salmos são frequências, e sempre que fazemos uma leitura de salmo mudamos nossa vibração para sermos a causa da nossa vida e não o efeito. No momento que somos a causa,

rotagonizamos a nossa existência.



Sobre Sandra Strauss: Sandra viveu entre 1991 e 1996 em Israel, se graduando em biotecnologia pelo Centro Tecnológico Nesher, em Haifa. O interesse em estudar Cabala e assuntos energéticos relacionados à Medicina da Casa, no entanto, veio após incidentes em sua mudança de volta ao Brasil: o marceneiro da obra faliu, o marmoreiro faliu e a empresa que vendeu os móveis da cozinha faliu, fazendo com que ela tivesse que retirar todo o mobiliário de dentro do porto. Todos que se envolviam com a obra tinham uma energia negativa, de falência. A partir desses acontecimentos, que provocaram uma doença séria e uma enorme perda financeira,Sandra constatou que o problema poderia estar não fora, mas, sim, dentro de sua casa. Foi então que, após uma conversa com seu rabino, mergulhou fundo nos estudos sobre esses temas.


Revista Per Vivere Bene