logoPPVBprpetohor.png

Rituais de autoconhecimento para fazer durante eclipse lunar

O Per vivere bene conversou durante uma live especial com Nice Jordan, Moon Mother e praticante da espiritualidade nativa, durante a Semana do Eclipse Lunar, que acontece nesta sexta, dia 5. Durante a entrevista, feita por Helen Pomposelli, Nice nos revelou segredos da lua, nos contou histórias e ensinou mandigas para nos conectar.


Para Nice, a relação da lua no feminino é a representação das nossas águas internas. "A lua mexe diretamente com nossas emoções. Assim como o Sol representa o Pai, a energia solar nutridora, yang, a Avo Lua nos nutre nas nossas intuições, o nosso inconsciente, as nossas emoções. O ciclo lunar, as quatro fases, é o nosso reloginho interno". É a lua que nos avisa quando é hora de dormir, de começar um projeto novo, de nos alimentarmos bem, de amarmos, nutrirmos e nos ajuda ainda por cima a deixarmos morrer aquilo que não queremos mais em nós.

"Esse é o grande poder dessa conexão. Essa relação, entre a lua e a mulher, está totalmente ligada a natureza selvagem dessa mulher, porque essa mulher selvagem, é aquela que se escuta, é uma mulher conectada aos ciclos lunares, ela sente e enxerga além por causa disso. Sabe a hora de ir pra luta como a hora de se recolher".

 

Na sua opinião xamânica, a importância de um eclipse é porque ele representa um portal. "Todo alinhamento de estrelar ou planetário tem uma ação direta na terra, mesmo que não percebamos. É sempre um momento muito energético e de conexão".

Nice também nos orientou a relação de cada lua com as passagens do feminino, como na Lua crescente, o arquétipo da Donzela, Ártemis, Afrodite, Iansã. "Nosso período pós-menstrual, quando estamos no incio de um novo ciclo. energia para criar, construir, correr atrás. Estamos aqui com muita disposição. O Sexo é livre porque não estamos no período fértil. Hora de usar e abusar da sua energia, se divertir". Já na Lua Cheia - O Arquétipo da Mãe - Persefone, Oxum, Isís - , é a hora da fertilidade. "Estamos plenas. Conseguimos cuidar com cuidado do que é nossos (filhos, projetos, marido, amor). Estamos femininas, criativas mais gerando a criatividade de um lugar mais interno. Momento de estar mais acolhedora e carinhosa". 


Mandingas para o eclipse:


Eclipses são portais energéticos, momento de balanço geral e de se conectar com a sua força superior. O que você quer desapegar, deixar morrer, e o que você quer criar?


Separe um espacinho onde ninguém vai te incomodar e acenda uma vela e um copo de água. Chame seus guias, seu anjo da guarda, seu Eu superior e ali, diante daquela vela, comece a prestar atenção a energia do Fogo Sagrado. Pense e lembre da sua Chamar Eterna de Amor que arde dentro de você, a sua alma. O espirito do Fogo é um reflexo da sua alma e ele traz em si a energia da verdade. Tenha uma conversa de coração aberto com você mesma. Fale tudo o que precisa falar, essa conversa é com seu espirito. Tente enxergar além, o que a sua alma quer. Escreva num papel suas intenções renovadas. 


Para liberar padrões limitantes ou deixar o passado para trás: É o mesmo ritual, mas dessa vez tenha uma bacia ou uma panela grande para deixar a sua carta de "adeus" queimar. Comece escrevendo frases de afirmação: Me libero deste padrão, honro esta situação, agora entendo, me liberto e agradeço.Queime a carta e jogue as cinzas na rua. Após a liberação escreve uma carta de cura. Tenha a intenção clara, voltada para o amor. Sinta, ou imagine, algum simbolo de cura para esse padrão. A imagem de Arcanjo Miguel, uma flor. Agradeça e não olhe mais para trás. Após jogar fora essas cinzas, não olhe mais para esse padrão de dor. 


Aho!




Revista Per Vivere Bene

Copyright © Per Vivere Bene, 2019