logoPPVBprpetohor.png

5 dicas de como montar um armário consciente e minimalista

Inspirada no mundo da moda e nos bastidores dos seus ensaios fotográficos, a modelo e influencer Anna Figueiredo nos ofereceu exclusivamente cinco dias para quem deseja começar a montar um armário consciente e minimalista.

Segundo Anna, um armário consciente e minimalista aborda diversos temas como sustentabilidade, tendo em vista que a indústria da moda é uma das que mais poluem o mundo. "Quanto mais a gente compra “compulsivamente”, mais a gente sustenta esse “contra” da conscientização. Equilíbrio, inteligência, organização, versatilidade dentre outros pontos-chave como liberdade!", diz.


Não deixe o medo e o apego te atrapalharem… é libertador e te possibilita se reinventar, estimular sua criatividade e manter o “line” do menos é mais. O básico, sustentável e consciente é chique!



A PRIMEIRA DICA da modelo é investir em PEÇAS CURINGAS ou CORINGAS como calças e jaquetas jeans que são itens que nunca saem de moda, peças em couro, uma boa camisa social, alfaiataria, blazer, t-shirts e camisetas, camisa branca, vestidos básicos, macacão básico, saia midi, shorts confortáveis, peças/looks monocromáticos para brincar e variar nas combinações. "Vai depender muito do seu gosto pessoal. O importante é não ter medo de usar suas roupas, repeti-las, usar e abusar da versatilidade e criatividade para compor seus looks, mesclar e misturar peças até de diferentes estilos… o sentido é aumentar a vida útil daquela peça de roupa".

SEGUNDA DICA: CORES E TEXTURAS! "Eu particularmente preferiria cores neutras e pouca estampa. O preto, branco, off-white, cinza, nude e variações dessas cores por serem mais fáceis de combinar. Nada impede também peças de cores mais quentes para dar um outro ar mais vivo à ocasião que irá se vestir, muito pelo contrário, são super bem-vindas. Uma dessas cores que eu amo é o vermelho. Estampas minimalistas, talvez mais vintage."

Texturas e tecidos como seda, linho, tricô/lã, algodão, viscose ou até compostos como o Chenille (algodão, seda, poliéster, viscose e lã) entre outros! Foque em prestar essa atenção para melhor qualidade e funcionalidade da sua peça. Uma boa modelagem e recortes que lhe favoreçam e se sinta bem e modelagens mais soltinhas e confortáveis também são muito bem-vindos!



TERCEIRA DICA: BRINQUE, USE E ABUSE DE ACESSÓRIOS! "Um ótimo investimento por ter o poder de mudar completamente o seu look! Um relógio, conjunto de brincos, anéis, colar e pulseiras, correntes… óculos, cinto, cachecol, chapéu (ou boné, boina, o que gostar mais!)"




QUARTA DICA AINDA SOBRE ACESSÓRIOS SÃO: BOLSAS E SAPATOS! Um scarpin, uma sandália nude de tira e salto fino (clássica), um tênis branco e uma bota preta de cano curto são indispensáveis no meu closet. Quanto a bolsas, um kit com uma bolsa sacola, uma bolsa grande ou média tipo uma “tote” e uma pequena “mais festa” super atendem para ocasiões de dia-a-dia e mais especiais. Também apostaria em cores neutras, principalmente o preto e o nude.

QUINTA DICA: ORGANIZAÇÃO E DESAPEGO!

"Eu amo cabides de veludo para pendurar minhas peças, porta jóias e acessórios e caixas organizadoras! Assim consigo visualizar tudo que tenho e otimizar meu tempo ao escolher e montar um look".

Anna costuma manter no closet somente o que usa. "O que não uso, separo e guardo em uma mala onde não tenho muito acesso. E caso não recorra a essas peças, eu desapego! Seja através de uma venda ou uma doação. Assim economizo e ao mesmo tempo ajuda a quem precisa!"


"Acredito que nosso estilo é definido sobre as 12 peças que mais usamos no dia-a-dia. Acho que traduzem o nosso estilo próprio. Independentemente do que entra ou sai “da moda”. Amo acompanhar tendências. Mas também amo ser autêntica ao me vestir independente delas!"

PER VIVERE BENE


Revista Per Vivere Bene